quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Entrevista : Scott Waters



Para começar  com tudo, o Ode To metal inicia as suas atividades com uma entrevista feita com o carismático vocalista Scott Waters ,que falou com o nosso colaborador Chiquinho Nóbrega sobre assuntos muito pertinente nesses 20 anos de Ultimatum.



Neck Snappin’, Fist Pumpin’, Head Banging, HEART OF METAL!!







O que você fazia antes de juntar-se ao Ultimatum?

Scott Waters: Olá! Eu me uni ao Ultimatum oficialmente em janeiro de 1993. Antes de me juntar ao Ultimatum eu anteriormente havia me formado no Instituto de Tecnologia de Rochester com graduação em design gráfico. Bem como eu havia terminado dois anos na Victory Bible College.

Você já tinha pertencido a alguma banda?

Scott: Ultimatum foi minha primeira banda. Contudo, em 2002, Ultimatum estava fazendo um show em Anaheim, California. Nós apresentamos naquele show a música "Burn", do Vengeance Rising. Aconteceu de dois antigos membros do Vengeance Rising terem comparecido àquele concerto. Depois da nossa apresentação, Larry Farkas e Glenn Mancaruso voltaram ao palco e me disseram que se o Vengeance fizesse uma reunião eu teria de cantar para eles. Em 2004 isso aconteceu. O Vengeance se apresentou sob o nome de Once Dead em um club em Anaheim chamado Chain Reaction. O show foi filmado e lançado em DVD. Eu acabei cantando para o Once Dead por dois anos.

Como foi a sua conversão?

Scott: Eu me tornei cristão na faculdade em meados dos anos 80. Eu cresci na igreja mas não tinha de fato entregado meu coração a Jesus até que eu estivesse na faculdade. Eu encontrei alguns amigos numa banda chamada Holy Saint. Através da amizade e exemplo deles, eu dei meu coração a Jesus Cristo e confiei nEle como meu Senhor e Salvador desde então.

Qual igreja você frequenta?

Scott: Frequento a Grace Outreach Center em Rio Rancho, Novo México. É uma igreja filiada à Assembléia de Deus.

Como era a cena underground lá, e como ela é hoje?

Scott: Existe uma vibrante cena underground de Heavy Metal nos EUA e a ressurgente cena do Thrash Metal parece estar na liderança. Em Albuquerque, onde Ultimatum está baseada, a cena não está tão viva como em outras partes do país. Embora existam algumas bandas boas aqui.

Compartilhe conosco alguns momentos interessantes e curiosos da banda nestes 20 anos.

Scott: Houveram muitos momentos interessantes na história da banda. Alguns bastante engraçados. Diversas vezes lá nos anos 90 nós seríamos agendados em festivais de música cristã sem que os promotores dessem conta do estilo de música que tocamos. Ultimatum é uma banda de Thrash metal e nós iríamos assustar as multidões de cristãos que estavam lá esperando algum tipo de banda de adoração acústica. Uma vez nós abrimos para aApologetix e nós nem mesmo tínhamos chegado à nossa segunda música, e eles pediram para encurtar nosso set. Nós ignoramos e continuamos a tocar. Depois de três músicas eles cortaram a energia elétrica de nós. Ficamos um tanto chateados por carregar todo aquele equipamento e o arrumamos pra tocar apenas três músicas, mas olhando pra trás aquilo foi de fato engraçado. Nós tivemos vários momentos de alfinetadas nas costas.

Tiveram vários momentos de ministração quando tivemos a oportunidade de orar com as  pessoas, ou apenas estarmos lá para ouvi-los. Fizemos muitos amigos ao longo dos anos. Até mesmo caras de outras bandas. Um exemplo que me lembro é o encontro com Ron Rineheart da renomada Dark Angel. Nos encontramos quando sua outra banda Oil estava fazendo um show com Ultimatum em Los Angeles, California. nós mantivemos contato após o show. Ron sofreu um grave acidente que poderia ter custado-lhe a vida e eu tive o imenso prazer de orar por sua recuperação e cura. Até hoje, o Ron é um dos meus bons amigos. Talvez o momento mais comovente fora quando uma jovem fã pediu que eu estivesse em sua festa de casamento e que eu a conduzisse ao seu noivo. Isso foi de fato uma honra pra mim.



Como os CDs são feitos, ideias para músicas, letras, capas?

Scott: O fundador da nossa banda e guitarrista Robert Gutierrez é o principal compositor da banda. Rob escreve um monte de riffs e os traz para a prática. Nós então reunimos as canções como banda. Nosso baixista de longa data Rob Whitlock também tem sido uma grande parte no processo de composição. A música "Into The Pit" foi escrita por Rob. A maioria das letras são escritas por mim mesmo. À medida que as ideias para arte das capas e encarte, eu fico responsável por boa parte disto também. Ser um designer gráfico foi muito útil para o Ultimatum. 

Você faz as músicas inspirado em partes da bíblia, ou experiências pessoais?

Scott: Ambos. Algumas de nossas canções são inspiradas em experiências pessoais, ou talvez um livro que eu estava lendo ou algo dessa natureza. "Crosshope" foi escrita depois que eu li um livro falando sobre a ressurreição de Cristo. Um música como "Power" do Puppet Of Destruction foi escrita em resposta a uma música do Manowar que eu ouvi. Outras canções foram escritas em resposta a questões sociais e políticas. Em geral essas canções foram escritas sob uma perspectiva cristã. Algumas canções são escritas puramente de estudos bíblicos meus. "The Purging", por exemplo, é uma música que escrevi simplesmente como uma oração a Deus após ler sobre a Graça de Deus no livro de Romanos. 

Conte-nos um pouco sobre os backgrounds da banda.

Scott: Ultimatum foi formada em 1992 por Robert Gutierrez e Steve Trujillo. Steve e Robert já haviam tocado anteriormente em uma banda cristã de metal chamada Angelic Force e Holy Sacrifice. A partir do término da Holy Sacrifice, o Ultimatum foi formado. Eu na verdade fui assistir os dois primeiros shows do Ultimatum como espectador. Robert e eu éramos grandes amigos e ele me pediu para fazer um teste pra banda, e eu o fiz. As coisas se encaixaram e Robert e eu temos uma história de 20 anos com o Ultimatum juntos. Pela última década a essência do Ultimatum tem sido eu, Robert e o baixista Rob Whitlock.

Vocês já tocaram em outros países?

Scott: Ultimatum tem se apresentado apenas nos EUA. Com o Once Dead eu já me apresentei na Suíça.

Vocês têm muitos fãs no Brasil?

Scott: Não sei exatamente. Parece que nos últimos anos nossa 'fan base' brasileira têm crescido. Estou grato por as pessoas estarem apreciando a música aí. Obrigada por compartilhar nossa música com as pessoas.

Quais sonhos você tem tido, e trabalhado para realizar?

Scott: Ser capaz de proclamar as boas novas de Jesus Cristo através da mais extrema forma de música, o heavy metal, tem sido o nosso sonho e isto é exatamente o que temos feito durante estes vinte anos. Nós talvez não sejamos grandes estrelas do rock, mas novamente, a questão não é essa. Nós temos tido ótimas companhias de pessoas de companhia de gravadora com quem temos trabalhado ao longo dos anos e temos feitos muitos bons amigos. Temos sido capazes de compartilhar a mensagem de esperança em Jesus Cristo. Se não fizermos mais nada, em 2012 marcará o fim da Ultimatum, pois alcançamos nossos objetivos. Deus seja glorificado. Se nós continuarmos, quem sabe o que mais Deus irá fazer. Talvez uma viagem ao Brasil? Haha!






Quais bandas influenciaram Ultimatum?

Scott: Bem, todos nós no Ultimatum somos fãs de metal. Nossas influências são extensas. Robert sempre foi um grande fã de metal anos 80. Ele gosta de bandas como Sacred WarriorBloodgoodRezStryper, bem como bandas seculares como OzzyVan Halen,Iron Maiden e Judas Priest. Igualmente, Rob também ama um bocado do material clássico dos anos 80. Algumas de suas favoritas são Uli RothArmored SaintOverkillMotörheadIron Maiden. Minhas influências variam das coisas dos anos 70 como Ted Nugent, Kiss,Black SabbathAerosmith e Thin Lizzy ao material Thrash como OverkillMegadeth,Deliverance e Vengeance Rising. Duas das minhas maiores influências tanto musicalmente como em ministério são The Moshkeeters e Sardonyx. Paul Scozzafava do The Moshkeeters é uma verdadeira inspiração pra mim.

Como você está se sentindo com relação à preparação do Box em celebração aos 20 anos da banda?

Scott: Estou animado. As novas músicas estão ótimas! Acho que as pessoas vão de fato curti-las. Três das quatro novas músicas a serem incluídas no CD Heart Of Metal: 20 Years Of Ultimatum serão realmente thrashers! A quarta música é um número de heavy metal de meio compasso, mais direto. A Roxx Records está colocando um monte de coração, alma e dinheiro neste Box Set. Será bastante ímpar e bastante limitado. O Box set será limitado a apenas 100 cópias. A edição simples do disco Heart Of Metal será uma prensagem muito maior, mas o Box é apenas para nossos fãs e amigos obstinados e dedicados. Ele incluirá muitas exclusivas e extras, incluindo um DVD ao vivo com músicas que não estão disponíveis em qualquer outro lugar.

Por favor, mande uma mensagem para os fãs do Brasil.

Scott: Obrigada por escutarem o Ultimatum. Estou grato por vocês estarem curtindo. Eu oro para que tanto a mensagem como a música abençoem vocês.


Ficha técnica:
Entrevistador: Francisco Nóbrega
Tradução: Carol Mariana
Ano: 2012







Reações:

0 comentários:

Postar um comentário